Fracasso

Coloco em seus ombros a responsabilidade pelos meus dias cinzas e vazios, mas no fundo sei que o fracasso é algo que alcancei sozinha. Não falo mais de amor, me privo de viver e sinto medo todos os dias. A culpa? Como sempre, toda minha.

Tudo o que vivemos foi baseado na sua existência, me anulei para me tornar uma coadjuvante do filme em que você é o ator principal. Por anos fiz a escolha de não ser mais eu mesma, mas como posso te culpar por algo que eu já sabia que ia terminar mal?

Cobrei promessas que nunca serão cumpridas, mas agora entendo que não posso pedir mais do que consigo oferecer. Não é justo exigir que você me ame e permaneça ao meu lado, se o meu desespero e minha imaturidade te sufocaram e só te fizeram sofrer.

Não é fácil encarar a realidade, olhar no espelho e finalmente notar o que agora parece tão óbvio, mas antes não estava claro. Sou vazia, não vejo sentido em nada que faço, estou tão morta que meu corpo se desfaz a cada passo dado. Sou um fracasso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s